PROGRAMA DE ANÃLISE DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ALIMENTOS (PARA)

PROGRAMA DE ANÃLISE DE RESÍDUOS DE AGROTÓXICOS EM ALIMENTOS (PARA)

Em 2010, foram realizadas coletas de amostras, segundo o plano de amostragem estabelecido pelo Programa, pelos seguintes Estados: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins. São Paulo tem seu próprio Programa de Análise Fiscal de Alimentos (“Programa Paulista”).
O PARA monitorou dezoito alimentos: abacaxi, alface, arroz, batata, beterraba, cebola, cenoura, couve, feijão, laranja, maçã, mamão, manga, morango, pepino, pimentão, repolho e tomate. A escolha das culturas baseou-se nos dados de consumo obtidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), na disponibilidade destes alimentos nos supermercados das diferentes unidades da Federação e no uso intensivo de agrotóxicos nestas culturas. A escolha e sua atualização são aprovadas durante as reuniões nacionais do PARA.
Fonte: Anvisa
http://www.abbabatatabrasileira.com.br

VEJA TAMBÉM

Associativismo Compulsório

Criação de fundos legais é imprescindível para tornar viável a realização de atividades prioritárias e estratégicas para a cadeia produtiva da batata. PARA LER A MATÉRIA NA ÍNTEGRA CLIQUE AQUI

LER

Ruas de fogo

As recentes manifestações populares que “incendiaram” o Brasil nos últimos meses acendem discussão sobre os entraves que precisam ser “queimados” na agricultura brasileira LER MATÉRIA NA ÍNTEGRA

LER

Problemas fitossanitários

A cada ano crescem os desafios dos produtores brasileiros de batata na luta contra pragas, doenças e nematoides que limitam a produção

LER

Análise abrangente

Ao mesmo tempo em que reconhece o esforço da Anvisa para detectar resíduos de agroquímicos em alimentos frescos consumidos pela população, a ABBA alerta para a necessidade de ampliação do debate com os segmentos...

LER