Consumo retraído

A produção atual é de aproximadamente 310 milhões de toneladas (igual a soja) 19 milhões de hectares no mundo e 2 milhões de toneladas 100 mil hectares no Brasil. A importância para a humanidade deve-se ao fato da batata ser um alimento apreciado por pessoas de todas etárias e classes sociais (universal e acessível). As milhares de combinações (versátil) resultam em pratos saborosos.

A característica nutricional da batata permite considerá-la como um dos mais importantes alimentos provedores de proteínas, calorias e outros nutrientes essenciais ao ser humano, principalmente para os povos dos países sub-desenvolvidos ou em desenvolvimento.

A seguir, comentaremos os principais motivos que causam a retração de consumo de batata brasileira e sugerir alternativas para aumentá-lo:

DESEMPREGO
É o principal fator de retração, pois sem salário não há consumo. A solução depende de mudanças governamentais a nível nacional e internacional.

CONCORRÊNCIA DESIGUAL
A proteção aos agricultores e os subsídios praticados em muitos países, somados ao elevado custo e a facilidade de importações no Brasil, resultam no crescimento do consumo de produtos do exterior. As importações de batata são de aproximadamente 100 mil toneladas/ano. A solução depende de negociações internacionais e da sensibilidade e ação do governo nacional para apoiar na modernização e sustentabilidade de muitas cadeias produtivas de fundamental importância social e econômica para o país.

VARIEDADES E APRESENTAÇÃO
A falta de legislações modernas e de uma fiscalização eficiente obriga os consumidores utilizarem com critérios de escolha somente a apresentação visual e o preço. O resultado geralmente é a insatisfação do consumidor. A solução depende basicamente da modernização profissional das legislações atuais.

PREÇOS
As altas margens de lucros adicionadas principalmente pelas grandes redes de varejo contribuem para a redução do consumo. Podemos citar como exemplo real e comum o preço pago ao produtor de R$ 0,80/kg chegar ao consumidor a R$ 2,00/kg. A solução depende da união profissional e da sinergia ente alguns segmentos da Cadeia Brasileira da Batata, principalmente dos produtores e varejo.

MÍDIA
A veiculação de informações tais como a idéia de como a batata engorda (depende da quantidade e do recheio) e contaminações de agrotóxicos (01 ou 02 produtores cometem irregularidades e milhares de produtores corretos são prejudicados) resultam em retração significativa de consumo. A dieta de Atkins e South Beach que recomenda a redução de consumo de carboidratos vem causando forte retração das vendas nos EUA de alguns produtos, principalmente da batata e suco de laranja. A solução depende de uma maior integração e intercâmbio entre segmentos da cadeia brasileira e a mídia visando proporcionar informações corretas. Quanto às dietas, basta distribuir o excedente de alimentos ricos em carboidratos aos bilhões de famintos do mundo.

CONSUMIDOR
A falta de consideração com o consumidor que busca praticidade e possui novos valores culturais (Segurança Alimentar/Meio Ambiente/Comportamento). A solução consiste em respeitar as necessidade e expectativas do consumidor.

Autor: Natalino Shimoyama, Gerente Geral ABBA

Fonte: Revista Cultivar HF - Agosto/Setembro 2004 - Ano V - nº 27

http://www.cultivar.inf.br/
VEJA TAMBÉM

Juntos e fortes

Somente a organização e a união dos bataticultores serão capazes de reverter a dura realidade que enfrenta a cadeia produtiva da cultura no Brasil LER MATÉRIA NA ÍNTEGRA

LER

Cenário Dramático

Ao longo dos últimos anos, com o agravamento dos ataques da mosca-branca na cultura da batata, produtores brasileiros amargam prejuízos causados não apenas pelos danos diretos, mas também pela transmissão de viroses devastadoras. Com...

LER

Cem Anos

A produção de frutas, verduras e legumes, possivelmente foi a maior contribuição dos japoneses desde que chegaram ao Brasil e ingressaram na agricultura intensiva, há cem anos.

LER

Quem ganha

Diferente do que ocorria até meados de 1990, quando a distribuição de Frutas, Legumes e Verduras (FLV) no Brasil ainda não era dominada por grandes redes, atualmente produtores são mal remunerados, consumidores pagam caro...

LER